Sony diz que os jogos da PS5 não serão compatíveis para a PS4

Ao longo das décadas, tem havido tradicionalmente uma grande quantidade de crossover entre gerações de consolas. Para muitos, era demasiado normal ir pelo menos um ou dois anos para a próxima geração de consolas antes mesmo de pensar em largar o que estavam a jogar naquela altura. Simplesmente não havia necessidade.

No entanto, parece que com o lançamento pendente da PS5, o fosso tecnológico entre as duas consolas será simplesmente demasiado grande para fazer a ponte, como o cão principal da Sony indicou numa entrevista onde confirmou que os principais títulos emblemáticos da PS5 não chegarão ao seu antecessor.

Em declarações aos programadores através de GamesIndustry.biz, o CEO e presidente da Sony Interactive Entertainment, Jim Ryan, disse: “Sempre dissemos que acreditamos em gerações. Acreditamos que quando se dá ao trabalho de criar uma consola de próxima geração, deve incluir funcionalidades e benefícios que a geração anterior não inclui.

“Na nossa opinião, as pessoas devem fazer jogos que possam aproveitar ao máximo essas características… seja o controlador DualSense, seja o áudio 3D, seja as múltiplas formas de usar o SSD… estamos a pensar que está na altura de dar à comunidade PlayStation algo novo, algo diferente, que só pode ser apreciado na PS5”, continuou. A Sony confirmou entretanto que, por outro lado, todos os futuros jogos PS4 lançados terão de ser compatíveis com a PS5.

O que isto significa é um pouco complicado de decifrar. Pode significar que os principais jogos ps5 da Sony serão exclusivos da PS5, enquanto outros títulos mais mainstream, ou seja, FIFA e Call of Duty, também podem obter portas para a PS4 nos próximos anos. Ryan fez questão de sublinhar que a Sony não tinha intenção de deixar para trás os 100 milhões de jogadores da PS4 tão cedo.

“Sempre sentimos que tínhamos a responsabilidade de servir aquela comunidade [PS4] durante vários anos após o lançamento da PS5”, disse. “Os números são bastante simples. Se disseres em números de pincel que temos uma comunidade de 100 milhões de donos da PS4 neste momento, e nos primeiros anos… Não sei, algures entre 15 e 25 milhões pode migrar para a PS5, o que ainda deixa um grande número de pessoas com PS4. E essa comunidade está a demonstrar uma incrível pegajosa, e vontade de continuar noiva que, penso eu, os acontecimentos dos últimos meses acabam de reforçar o que já sabíamos.”

A estratégia representa uma divergência direta com a abordagem que a Microsoft está a tomar com o lançamento da sua rival consola Xbox Series X. A empresa norte-americana já confirmou que os jogos da Xbox Series X serão, pelo menos por enquanto, feitos para as consolas Xbox One, One X e One S.

A notícia chegou quando a Sony também anunciou que ia adiar o vídeo desta semana para o funcionamento da PS5, um evento que foi antecipado por muitos na indústria dos videojogos. A Sony disse que a decisão foi influenciada pelos atuais protestos contra a brutalidade policial nos EUA, dizendo que: “Embora entendamos que os jogadores de todo o mundo estão entusiasmados por ver jogos da PS5, não sentimos que agora seja um momento de celebração… E, por agora, queremos recuar e permitir que vozes mais importantes sejam ouvidas.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *